Marca fitness ganha destaque como nova parceira do Movimento Sou de Algodão

Postada em: 19/05/2022


Não é novidade que os consumidores de moda estão cada vez mais atentos à responsabilidade e à transparência das marcas. Além das roupas casuais para o dia a dia, um segmento que tem aderido ao material sustentável é o de esportes. Exemplo disso, é a chegada da marca Yogini como parceira do Movimento Sou de Algodão, que valoriza a fibra confortável, estilosa e versátil. Esses atributos são os ideais para roupas de yoga, que também precisam ser flexíveis e leves. 

 

A busca pelo algodão em roupas para praticar esse esporte pode ir ao encontro do  estilo de vida comum entre os praticantes de yoga, principalmente, pelo fato da fibra ser natural e respirável, não causando desconforto ou calor durante a atividade.

 

O Movimento conta com a participação de empresas de moda, estilistas, artesãos, fiações, tecelagens e malharias como parceiros e teve a adesão, no mês de abril, de 31 novas marcas, totalizando 936.


A parceria se torna essencial porque essas marcas se unem ao propósito de promover a moda responsável, o consumo consciente e passam essa mensagem ao consumidor. Além disso, elas podem conhecer outras empresas parceiras do movimento para fabricarem produtos que contam histórias. "Quando criamos o movimento, queríamos alcançar as pessoas que influenciam e levam a nossa fibra para o consumidor, para o setor têxtil e para os produtores de moda. Por isso, fizemos o nosso lançamento na São Paulo Fashion Week, em 2016, com embaixadores como Paulo Borges, Alexandre Herchcovitch e Martha Medeiros, que nos ajudaram a conectar o algodão ao universo afetivo do público", explica Júlio Cézar Busato, produtor e presidente da Abrapa.

 

Além dos yogi, como são chamados os praticantes de yoga, a alta procura pelo algodão é percebida pelos grandes varejistas graças aos atributos da matéria-prima que é confortável, suave e responsável. Essa última característica é graças ao Programa Algodão Brasileiro Responsável (ABR), no qual as fazendas devem cumprir 183 requisitos, em oito critérios, como contrato e condições adequadas de trabalho em toda a cadeia produtiva, desempenho ambiental e boas práticas agrícolas. As certificadoras de terceira parte com acreditação internacional já concederam o selo ABR para quase 84% da safra brasileira. 

 

Para conferir todas as marcas que se juntaram ao Movimento Sou de Algodão, até agora, é só acessar o site

 

Sobre Sou de Algodão

É um movimento único no Brasil que nasceu em 2016 para despertar uma consciência coletiva em torno da moda e do consumo responsável. Para isso, a iniciativa une e valoriza os profissionais da cadeia do algodão, dialogando com o consumidor final com ações, conteúdo e parcerias com marcas e empresas. Outro propósito é informar e democratizar o Algodão Brasileiro Responsável (ABR), que segue rigorosos critérios ambientais, sociais e econômicos, com 84% da safra 20/21 com a certificação ABR.