Boletim de Inteligência de Mercado Abrapa com as principais notícias do mundo do algodão

Postada em: 07/01/2022


Destaque da Semana - O mercado manteve o viés de alta na primeira semana do ano. Neste boletim, traremos a segunda parte da retrospectiva 2021 do Cotton Brazil.

- Algodão em NY – O contrato Mar/22 fechou ontem a 114,86 U$c/lp (+0,5%). Referência para a safra 2021/22, o contrato Dez/22 fechou a 94 U$c/lp (+1,85%). 

- Preços - Ontem (06/01), o algodão brasileiro estava cotado a 132,75 U$c/lp (alta de 775 pts com relação à semana passada) para embarque em Jan-Fev/22 (Middling 1-1/8" (31-3-36) posto Ásia, fonte Cotlook).

-  Exportações 1 - O Brasil exportou 270,6 mil tons de algodão em dez/21. A China foi o principal destino, recebendo 42% dos embarques. O volume foi 26,9% inferior a dez/20, mas similar a dez/19 (278 mil toneladas). 

-  Exportações 2- No acumulado de 2021 (jan-dez), o Brasil exportou 2,0 milhões de tons de algodão. O volume embarcado foi 5,1% menor que em 2020. 

-  Exportações 3 - Apesar do volume menor, a receita com as exportações subiu 5,5%, chegando a US $3,4 bilhões. China, Vietnã, Turquia, Bangladesh e Paquistão foram os principais destinos do algodão brasileiro, absorvendo 81% dos embarques em 2021.

- Cotton Brazil – Abaixo, seguimos com a linha do tempo com as principais ações do programa Cotton Brazil - iniciativa da Abrapa em parceria com Apex-Brasil e Anea - no segundo semestre de 2021. 

- O convênio da Abrapa com a Apex Brasil foi renovado em agosto, garantindo mais dois anos de parceria ao Cotton Brazil. O programa também tem apoio da Anea, do Mapa e do MRE.  

- Em agosto, saíram os números oficiais de exportação, mostrando um novo recorde de embarque de 2,4 milhões de toneladas de algodão entre Ago/20 e Jul/21. O número foi 23% superior ao ciclo anterior.

- Com o recorde nas exportações, o Brasil se consolidou na posição de 2º maior exportador mundial da pluma.

- Em setembro, a Cotton Brazil Harvest 2021 Roundtable foi levada para a China. Ao fim, a série de eventos online reuniu 975 empresários de 9 países compradores do algodão brasileiro.

- Para marcar a data do Dia Mundial do Algodão, a Abrapa organizou uma programação especial em outubro. Foram realizados dois painéis exclusivos durante o congresso anual da International Cotton Association (ICA), em Liverpool, eventos setoriais em Bangladesh e Índia e uma apresentação para a FAO.

- Também em outubro, Abrapa, Mapa e Anea se reuniram com técnicos da Alfândega da China e do Laboratório Central Estatal de Algodão Importado (SKTLIC) e com representantes da CNCE para trocar informações sobre os sistemas de controle de qualidade de cada país. 

-  A Abrapa participou em outubro do 3º Encontro dos Adidos Agrícolas, realizado pelo Mapa em parceria com a Apex-Brasil. Com foco no programa Cotton Brazil, a iniciativa reuniu adidos agrícolas brasileiros na Coreia do Sul, Índia, Tailândia, China, Vietnã e Indonésia.

- Braço de promoção comercial da CNCE, a Beijing Cotton Outlook Consulting Co. (BCO) assinou em novembro convênio de cooperação técnico-comercial com a Abrapa. O objetivo é ampliar a presença do algodão brasileiro na China.

- Ainda em novembro, empresas têxteis iranianas formalizaram interesse em importar algodão do Brasil, durante meeting com Abrapa, Anea e Embaixada em Teerã. A estimativa é de que o Irã compre 120 mil tons de pluma/ano. 

- Em dezembro, foi a vez da Tailândia receber o Cotton Brazil Outlook 2022. O evento teve apoio da Apex-Brasil, Embaixada do Brasil em Bangkok e Câmara de Comércio Brasil-Tailândia. A intenção é ampliar o comércio entre os dois países, que movimentou US $34 milhões no ciclo 2020/21.

Preços - Consulte tabela abaixo ⬇

Este boletim é produzido pelo Cotton Brazil, programa da Abrapa. Contato: cottonbrazil@cottonbrazil.com
WhatsApp Image 2021-12-31 at 12.45.54.jpeg