Movimento Sou de Algodão chega a mais de 600 marcas parceiras no primeiro semestre de 2021

Postada em: 23/07/2021


Movimento Sou de Algodão, iniciativa da Abrapa (Associação Brasileira dos Produtores de Algodão), chegou às 609 marcas parceiras em junho deste ano. São mais de 100 novas marcas que se juntaram desde abril, fazendo com que se aproxime da meta estipulada de 650 até o final de 2021. A maioria dos destaques são as adesões de moda masculina, infantil e juvenil. Além disso, acessórios e artesanatos também entram para ajudar na democratização do uso de algodão e promoção de uma moda mais consciente e responsável. 

Dentre as cidades e estados que mais registraram adesão ao Movimento Sou de Algodão, ao longo de quase 5 anos de existência, São Paulo se destaca com 200 marcas. Logo após, a região Sul também ganha grande espaço, sendo Santa Catarina a líder com 112, seguido de Paraná com 56 nomes. Já em Minas Gerais, voltando para a região sudeste, são 55 adesões e o Rio Grande Sul, em quinto lugar, com 34 marcas. 

“Não é apenas uma questão de democratizar o uso da fibra, mas de compartilhar com todos, de forma transparente, aquilo que fazemos e a forma como pensamos. O algodão é muito importante para a nossa economia, movimenta grandes indústrias e marcas de varejo, e, além disso, é fundamental para as centenas de microempreendedores individuais que encontraram uma forma de sobreviver à crise econômica que vivemos”, explica Júlio Cézar Busato, presidente da Associação Brasileira dos Produtos de Algodão (Abrapa).

O que explica a grande procura pela fibra natural na moda masculina é a durabilidade e a resistência à temperatura e às lavagens. Além disso, também é hidrofílica, porque absorve rapidamente a transpiração, permitindo que a pele respire. Já no artesanato, as marcas procuram trabalhar com a cultura do fazer à mão e dos costumes, tendo a natureza como pilar. Muitas, como é o caso da Donilia, trabalha com pequenas coleções com matéria prima de descarte de empresas têxtil. 

Para conferir as marcas que se juntaram ao longo do mês de maio, basta entrar nas nas redes sociais do movimento clicando aqui; e para conhecer as que entraram em junho, clique aqui. Para conhecer todos os nomes, é só acessar o site

22 de julho de 2021