Boletim de Inteligência de Mercado Abrapa com as principais notícias do mundo do algodão

Postada em: 05/02/2021


- Algodão em NY - Semana de forte alta em NY.  Ontem o mercado chegou perto do limite de alta com a forte demanda e novas projeções de redução da produção global de algodão. O contrato mar/21 fechou nesta quinta em 84,28 U$c/lp, com alta de 5,4% na semana.

 

- Altistas - O ICAC (Comitê Consultivo Internacional do Algodão) divulgou seu relatório mensal esta semana projetando queda de cerca de 8% na produção global em 20/21 - para 24,1 milhões de tons. Considerando que a redução se concentra em países consumidores que dependem da produção local para suas indústrias, as exportações devem aumentar em 20/21 para 9,33 milhões de tons, número superior ao período pré-Covid.

 

- Altistas 2 - Além disso, muitos analistas esperam que a área plantada de algodão nos EUA à partir do próximo mês (safra 21/22) pode reduzir devido à melhor rentabilidade dos grãos, nas regiões onde é viável rotação de culturas. 

 

- Exportações - No mês de Jan/21 , as exportações de algodão do Brasil somaram 273,9 mil tons, totalizando US$ 425 milhões.  Em volume o número é 11,3% menor que Jan/20, mas no acumulado da safra Ago/20-Jan/21 o volume exportado em 20/21 é 10,8% maior, com 1,49 milhões de tons exportadas até o final de Janeiro.

 

- 🇧🇩 Cotton Brazil – Aconteceram esta semana na Turquia e em Bangladesh webinares Cotton Brazil Outlook. Os eventos, que contaram com a presença de indústrias têxteis locais e empresas da cadeia, apresentaram as inovações e diferenciais do algodão brasileiro. 

 

- Cotton Brazil 2 – Lideranças do setor juntamente com os Embaixadores do Brasil na Turquia e em Bangladesh representaram o Brasil junto aos clientes internacionais.  No evento de Bangladesh, a Ministra da Agricultura Tereza Cristina também participou representando o governo brasileiro.

 

- Cotton Brazil 3 – Na próxima semana teremos o webinar Cotton Brazil Outlook Paquistão no dia 9/Fev.  Todos os eventos internacionais têm contado com apoio das Embaixadas do Brasil nos respectivos países.  No Paquistão o evento será realizado em parceria com a APTMA, principal entidade do setor têxtil do país.

 

- Paquistão - O país colheu sua pior safra de algodão em quase 40 anos.  O Paquistão deve colher 940 mil toneladas, metade da média dos últimos 10 anos.  Como consequência, o país deverá importar mais de um milhão de toneladas de algodão em 20/21.

 

- Índia – Está cada vez mais delicado o impasse entre os agricultores e o governo indiano sobre as leis de reforma na agricultura. Estas leis tornariam a agricultura indiana mais aberta ao mercado, reduzindo as intervenções estatais. Os agricultores, no entanto, defendem a manutenção do regime atual com compras governamentais pelo preço mínimo.

 

- China - O boicote americano a produtos da região de Xinjiang deverá fazer a China aumentar a importação de algodão de modo a cumprir seus contratos internacionais.

 

- China 2 - Somente no ano passado, a China exportou mais de US$ 9 bilhões em produtos acabados de algodão aos EUA.  O algodão local deve ser cada vez mais direcionado às cadeias direcionadas ao consumidor doméstico.

 

- Agenda – Na Terça (9/Fev) o USDA divulgará seu relatório mensal de oferta e demanda.  Será o primeiro com a nova equipe nomeada pelo Presidente Biden.  O National Cotton Council divulgará sua pesquisa de intenção de plantio no dia 11/fev.

 

- Beneficiamento 19/20 - A Abrapa informou que o beneficiamento da safra 2019/20 de algodão no Brasil está praticamente encerrado (99,9%), com Mato Grosso concluído nessa semana e Maranhão (89%) ainda por finalizar.

 

- Plantio 20/21 - Números até ontem: Mato Grosso: 60%; Bahia: 95%; Goiás: 96%; Minas Gerais: 88%; Mato Grosso do Sul: 99%; Maranhão: 100%; Piauí: 100%; São Paulo: 99%; Tocantins: 95% e Paraná: 100%. Média Brasil: 70% semeado

 

- Preços - Consulte tabela abaixo ⬇

WhatsApp Image 2021-02-05 at 15.37.01.jpeg