Boletim de Inteligência de Mercado Abrapa com as principais notícias do mundo do algodão

Postada em: 08/01/2021


Algodão em NY - A curva ascendente do mercado, que já dura mais de 8 meses, continuou com os preços rompendo a barreira dos 80 U$c/lp logo na primeira semana do ano. O contrato mar/21 fechou nesta quinta em 79,76 U$c/lp, com alta de 4,7% na semana.

 

Algodão em NY 2 - Contra muitas previsões, no acumulado do ano passado, o algodão fechou o ano no positivo com alta de 10,3% na bolsa americana. O pior momento do ano foi em 1º de Abril, quando a fibra fechou valendo 48,85 U$c/lp.

 

Altistas 1 - Uma série de fatores têm impulsionado os preços da fibra, com destaque para aumentos nos preços de outras commodities, com destaque para soja e milho, grande liquidez global, enfraquecimento do dólar americano e início das vacinações contra COVID-19.

 

Altistas 2 - Além disso, analistas americanos acreditam que a atual relação de preços entre soja e algodão (17:1) é altamente favorável à soja. Ou seja, ou o preço relativo do algodão se recupera nos próximos dois meses ou haverá redução de área da fibra nos EUA, principal exportador global. A relação de equilíbrio estaria em torno de 12:1.

 

Brasil Exportações 2020 - O Brasil quebrou vários recordes de exportação em Dezembro/20. Com 370,5 mil toneladas da fibra exportadas, foi o maior mês de exportação da história e também o ano que o país mais exportou algodão: 2,1 milhões de toneladas, aumento de 32% em relação a 2019.  Em termos de receita, foram exportados US$ 3,23 bilhões em 2020, também recorde.

 

Brasil Exportações 2020_2 - Os maiores compradores de algodão Brasileiro em 2020 foram: China (36%), Vietnã (16%), Paquistão (14%), Turquia (9%), Indonésia (8%) e Bangladesh (8%).

 

Brasil Exportações 2020_3 - A cadeia do algodão foi a 7ª no ranking de exportações do agronegócio em 2020 em valor exportado, segundo análise do Insper Agro Global. Nas primeiras colocações ficaram complexo soja (1), carnes (2), produtos florestais (3), açúcar e álcool (4), milho (5) e café (6).

 

China 1 - Os números do setor na China continuam muito positivos, com fiações operando 100%. As importações de algodão, por outro lado, estão mais lentas agora já que as quotas autorizadas pelo governo (sem o imposto de 40%) praticamente se esgotaram. O mercado aguarda para este mês 894 mil toneladas em novas quotas de importação.

 

China 2 - Em Novembro/20 a China importou 196,5 mil toneladas de algodão, volume 87% maior que Nov/19. O maior exportador foram os EUA (41%), seguido do Brasil (29%). Os números de Dez/20 serão divulgados no início de Fevereiro.

 

EUA Área plantada 21/22 - A revista Cotton Grower divulgou suas projeções de área a ser plantada a partir de Março nos EUA. Segundo pesquisa realizada pela publicação, a área plantada de algodão no país deve reduzir em torno de 4,7% na próxima safra. Um dos principais fatores são preços mais atrativos de outras commodities como soja.

 

Cotton Brazil – Depois do lançamento e do evento na China no mês passado, este mês estão programados webinars Cotton Brazil Days na Índia (21/1), Vietnã (25/1) e Coréia do Sul (28/1).  Os eventos estão sendo realizados pela Abrapa, Anea e Apex Brasil em parceira com as Embaixadas do Brasil no exterior e entidades locais do setor têxtil.

 

Agenda – Na próxima Terça, 12/1, o USDA divulgará o primeiro relatório mensal de 2021. A expectativa é para mais um ajuste para baixo na previsão de produção 20/21 dos EUA.