Movimento Sou de Algodão expande conexões entre 1004 marcas parceiras para reforçar atributos da fibra

Postada em: 19/07/2022


O Movimento Sou de Algodão, iniciativa da Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa), alcançou 1004 marcas parceiras no mês de junho e fortalece o posicionamento da fibra no mercado da moda gerando negócios e conexões para ampliar o conhecimento sobre os atributos da matéria-prima. Para isso, foi desenvolvido o pilar de negócios chamado Sou de Algodão Conecta, que tem como objetivo, por meio de webinars, ampliar o relacionamento entre as marcas participantes e gerar colaborações de sucesso.

Este trabalho é intensificado com encontros e novidades, como uma área de fórum para a interação direta, para trocas de experiências e novas parcerias. Um exemplo é a colaboração entre a marca Dendezeiro e a Constâncio Vieira. Os estilistas responsáveis precisavam de fornecedores para a coleção que fariam para a edição do ano passado da Casa de Criadores. Por serem parceiros, o movimento conversou para entender a necessidade e foi levantado, entre as tecelagens participantes da região Nordeste, quais seriam os potenciais parceiros nesse projeto, indicando duas e compartilhando os catálogos de ambas. A escolhida foi a tecelagem citada, que tinha a gama de tecidos nas cores e quantidades requeridas. E essa parceria vem crescendo a cada coleção.

"Temos parceiros que trabalham em etapas diferentes da cadeia têxtil, e o que nos une é justamente a matéria-prima. É superimportante termos esse pilar dentro do movimento para nos conhecermos melhor e podermos avançar muito mais no futuro. Queremos levar transparência, rastreabilidade, sustentabilidade e mostrar quem somos, como pensamos e o que fazemos para os consumidores", explica Júlio Cézar Busato, presidente da Abrapa. 

 

Atributos do algodão 

Busato observa ainda que é necessário informar e chamar a atenção para os atributos, e são essas características que se destacam e ganham a oportunidade de brilhar nos produtos das marcas, desde segmentos com pouca participação da fibra, como o beachwear, até em produtos com alto valor agregado, como vestidos de gala. Isso mostra que a matéria-prima está reconquistando o espaço no mercado da moda e chamando atenção, principalmente, sobre a qualidade que vem da produção até chegar no varejo. 

 

Confira abaixo os motivos para que a matéria-prima seja procurada por empresários:

 

Responsável

O Algodão Brasileiro Responsável (ABR) é o programa que responde pelo comprometimento dos produtores com três pilares da sustentabilidade: social, que prevê respeito ao trabalhador e garante relações justas entre contratantes e contratados, sempre de acordo com a lei e contribuindo para o desenvolvimento da comunidade; ambiental, incluindo responsabilidade com a preservação do meio ambiente e uso controlado e adequado de defensivos; e econômico, enfatizando a saúde econômica dos negócios que envolvem a fibra, beneficiando a todos, de modo justo e equilibrado, e estimulando o crescimento do produto interno bruto brasileiro. 

 

Natural

É uma fibra macia que cresce em torno das sementes de sua planta. Pode ser encontrada em arbustos das regiões tropicais e subtropicais.

 

Versátil 

Essa característica atende a todos os perfis de público, dos que preferem o liso básico, ao estampado divertido e cheio de personalidade, até ao mais sofisticado, com bordados e rendas.

 

Reciclável 

Os resíduos de tecidos 100% algodão podem ser triturados, desfibrados e reconstruídos na forma de novos fios e tecidos, garantindo um ciclo de vida infinito.

 

Durável

Por ser mais resistente a lavagens na máquina e ao ferro de passar, por exemplo, a fibra tem longa durabilidade. 

 

Sobre Sou de Algodão

É um movimento único no Brasil que nasceu em 2016 para despertar uma consciência coletiva em torno da moda e do consumo responsável. Para isso, a iniciativa une e valoriza os profissionais da cadeia do algodão, dialogando com o consumidor final com ações, conteúdo e parcerias com marcas e empresas. Outro propósito é informar e democratizar o Algodão Brasileiro Responsável (ABR), que segue rigorosos critérios ambientais, sociais e econômicos, com 84% da safra 20/21 com a certificação ABR.