Números para a safra de algodão

Compartilhar
Share on emailMande esta matéria por e-mailShare on printImprimir
Postada em: 10/06/2016

A safra agrícola brasileira de algodão neste ano poderá ser 9,7% menor quando comparada a de 2014/15, com uma produção total de 3,53 milhões de toneladas de algodão em caroço e 1,41 milhões de toneladas de algodão em pluma, informou nesta quinta-feira (09) a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Os números fazem parte do 9º Levantamento da Safra Brasileira de Grãos. O estado que mais influenciou a queda dos números de produção foi a Bahia, vice-líder em área plantada de algodão no Brasil, que pelo terceiro ano consecutivo sofre com longos períodos de estiagem. Analisando todos os estados produtores de algodão do Brasil, apenas Mato Grosso, Minas Gerais e São Paulo alcançaram indicadores acima dos obtidos na safra 2014/15. O monitoramento agrícola publicado pela instituição ainda aponta que a área a ser colhida (958,5 mil hectares) recuou 1,8% em comparação à safra anterior. 


No cenário internacional desta cultura agrícola, o último relatório do Comitê Consultivo Internacional do Algodão (ICAC) traz uma avaliação que demonstra que os cinco maiores produtores mundiais (Índia, China, USA, Paquistão e Brasil, consequentemente) reduzirão a produção de algodão neste ano, fato explicado pelo grande volume de estoque mundial que se manteve em crescimento até a safra 2014/15. No Brasil, mesmo com a diminuição do total produzido em relação à última safra, a previsão para o abastecimento da indústria nacional e cumprimento dos contratos internacionais para 2016 é positiva, mantendo-se ainda um estoque de passagem na ordem de 290,1 mil toneladas de pluma. De acordo com o relatório da Conab, a oferta do produto para 2016 poderá atingir cerca de 1.411,1 mil toneladas, e a demanda aproximadamente 1.490 mil toneladas.