Abrapa lidera encontros de sustentabilidade

Compartilhar
Share on emailMande esta matéria por e-mailShare on printImprimir
Postada em: 30/03/2016

Nesta terça-feira (29), a Abrapa realizou em sua sede dois importantes encontros para a cadeia produtiva de algodão. O primeiro deles foi o encontro trimestral com o Grupo de Trabalho (GT) de Sustentabilidade. Este, coordenado pelo presidente da Abrapa, João Carlos Jacobsen Rodrigues, e pelo vice-presidente da Associação, Arlindo de Azevedo Moura, visou discutir com as estaduais acerca do andamento da atual safra 2015/2016 em relação à sustentabilidade, representada pela certificação do programa ABR – Algodão Brasileiro Responsável e o licenciamento BCI – Better Cotton Initiative, e também, alinhar a implementação dos dois programas, buscando soluções para quaisquer problemas enfrentados. Na ocasião, foram definidas agendas e próximos passos a serem executados. “Precisamos estar bem alinhados com as associações estaduais para que as nossas iniciativas de sustentabilidade, para toda a cadeia, e principalmente nas unidades produtiva de nossos associados participantes da cerificação ABR, sejam eficazes e efetivas para a safra”, destaca o presidente Jacobsen.

Arlindo Moura, vice-presidente da Abrapa, conta que um dos principais temas da reunião foi o início dos trabalhos para a revisão do programa ABR e suas possíveis atualizações com a entrada do e-Social. O intuito é promover uma revisão de textos e acertos para que o programa ABR continue sendo fundamental nas iniciativas de produção de algodão sustentavelmente através de sua contínua atualização. Um acordo com as estaduais, que irão contribuir com as sugestões necessárias para essa revisão para atualizar o ABR, será apresentado na próxima reunião. “Ouvimos o que cada um dos estados produtores tinha a dizer sobre os critérios da sustentabilidade na produção do algodão, para que daqui a 3 meses, aproximadamente, tenhamos o fechamento em relação às melhorias propostas ao programa do processo de certificação das unidades produtivas dos nossos associados”, informa Arlindo Moura.

O presidente Jacobsen aproveitou a oportunidade para revelar números sobre o programa de sustentabilidade encabeçado pela Abrapa, o ABR. “Nesta atual safra (15/16), até o momento, tivemos uma adesão de 233 unidades produtivas ao programa”, pondera Jacobsen. Do total, 205 optaram pela certificação ABR e licenciamento BCI, simultaneamente, enquanto que as outras 28 optaram apenas pela certificação ABR. Esse número ainda pode variar positivamente com a inserção de novas unidades produtivas ao sistema ABR e ao processo de certificação nas próximas semanas.

Programa Algodão Brasileiro Responsável e Certificadoras de Terceira Parte

Pela parte da tarde, o Grupo de Trabalho de Sustentabilidade da Abrapa reuniu-se com as empresas que realizam as auditorias de certificação de terceira parte do programa ABR. A reunião é anual e ocorre no início do período de execução dessas auditorias para certificação do ABR. O intuito do encontro é discutir e sugerir melhoras nos processos e nas auditorias. Essas auditorias são visitas realizadas em cada unidade produtiva que adere à cerificação ABR, e com livre opção de aderir, também, ao licenciamento BCI. Foram abordadas também sugestões para incrementar uma maior harmonização entre a atuação das certificadoras contratadas e as necessidades do protocolo do programa ABR, das associações estaduais e dos produtores. Para esta safra, foram contratadas 3 certificadoras acreditadas internacionalmente e de grande reputação no mercado ,são elas:

Para os estados de MT/MS/MA: ABNT Certificadora

Para os estados de MG/PI/BA: SGS certificação

E para o estado de GO: Genesis Group


_MG_9884.jpg