Como pedir seu selo de sustentabilidade ABR

Compartilhar
Share on emailMande esta matéria por e-mailShare on printImprimir
Postada em: 11/04/2016

Nesta semana, os produtores que já possuem números de certificação do Algodão Brasileiro Responsável (ABR) poderão solicitar os selos de conformidade ao programa de sustentabilidade, para a safra 2015/2016, no sistema SAI (Sistema Abrapa de Identificação). Para as unidades certificadas em safras anteriores, os pedidos devem ser feitos pelo sistema online, na aba de pedidos de selos ABR, por meio de usuário e senha individuais para cada unidade produtiva.  As novas unidades receberão o cadastro das respectivas associações estaduais, seguindo o processo de sete passos. “O produtor deve entrar em contato com as gráficas selecionadas antes de iniciar o processo de pedido de selos no sistema SAI, para acertar os detalhes comerciais, logística de entrega e para que não haja problemas com a impressão”, alerta o presidente da Abrapa, João Carlos Jacobsen Rodrigues. 

 

Os três estabelecimentos credenciados para as impressões dos selos ABR para as safras 2015/16 e 2016/17: 

GRÁFICA APLIC - Goiânia - GO

Contato: Daniela Vilaça ou Marco Antonio

Telefone: (62) 3282-3949

Whatssapp: (62) 8458-1122

E-mail: daniela@aplicetiquetas.com.br / marcovendas@aplicetiquetas.com.br

                           

GRÁFICA FLEXOPRINT - Marialva - PR

Contato: Thiago Sakata

Telefone: (44) 3232-8115

Whatsapp: (44) 9846-0819 

E-mail: sakata@flexoprint.com.br


GRÁFICA SCAN BRASIL - Guarulhos - SP

Contatos: Ana Paula ou Gabriela Modesto

Telefone: (11) 2423-7500 – ramal: 255 / 240

Whatsapp: (11) 98404-8803 / (11) 99321-0397

E-mail: paula.oliveira@scanbrasil.com.br


Conheça o processo seletivo das gráficas da safra 2015/2016.


Certificação

A certificação do programa ABR consiste em três momentos. O primeiro passo consiste em adesão por parte do produtor ao programa a convite da associação estadual através do sistema ABR. Neste momento, o produtor tem a livre opção de participar do licenciamento BCI. Em seguida, as equipes de sustentabilidade da associação realizarão uma visita técnica de verificação e diagnóstico da unidade produtiva. Nesta primeira avaliação as equipes observam concordância mínima com os critérios da lista de Verificação para Diagnóstico da Propriedade – VDP. “Esta primeira visita é realizada com o intuito de evidenciar o nível de conformidade, eventuais problemas encontrados nas fazendas ou questões que não estejam de acordo com o protocolo do ABR. Funciona como um simulado da certificação”, explica Jacobsen. Se a conformidade não for suficiente, é elaborado um Plano de Correção das Não Conformidades – PCNC, a ser implementado em prazo útil para que a unidade produtiva esteja preparada para receber a visita oficial de certificação.

Na terceira etapa, é realizada a verificação e evidenciação das conformidades em 179 itens dentro dos oito critérios do programa ABR por parte das empresas terceirizadas. Para esta safra, 2015/2016, foram contratadas 3 grandes certificadoras com reputação no mercado e acreditação internacional, para a terceira e última fase do processo, são elas:


Para MT/MS/MA: ABNT Certificadora

Para MG/PI/BA: SGS certificação

Para GO: Genesis Group


grafico1.png

(Nessa safra (15/16), 233 unidades produtivas aderiram ao programa. Deste total, 205 optaram pela certificação ABR e licenciamento BCI, simultaneamente, enquanto que as outras 28 optaram unicamente pela certificação ABR. Desde safra 2013/2014, o produtor certificado pelo ABR será, se assim escolher, automaticamente licenciado pela BCI.) *Ainda não temos dados de certificação. Apenas de adesão.